Após recesso parlamentar, base governista retoma os trabalhos dando sequência ao desmonte promovido por Pimentel no Estado

02/08/2016 às 18h26

O bloco de oposição na Assembleia Legislativa de Minas voltou a defender a retirada de pauta do PL 3509/16, de autoria do governador Fernando Pimentel, que quer extinguir o Departamento de Obras do Estado de Minas Gerais (Deop). A tramitação do projeto marcou a reabertura dos trabalhos legislativos nesta terça-feira (02/08). A extinção do Deop faz parte da reforma administrativa, enviada por Pimentel à Assembleia no primeiro semestre, cujo único objetivo é promover um verdadeiro desmonte do serviço público, já que de concreto a proposta não traz qualquer economia para o estado. 

Desde que começou a tramitar no Legislativo, a proposta não agradou os servidores. O projeto também foi duramente criticado pelos deputados do bloco de oposição. “Essa reforma não trará nenhum beneficio aos mineiros e nenhuma economia à maquina pública, muito menos qualquer tipo de agilidade e eficiência à administração estadual”, afirmou o líder do bloco Verdade e Coerência, deputado Gustavo Corrêa (DEM).

Para Corrêa, as mudanças propostas na reforma administrativa precisam ser amplamente discutidas e a urgência com que o governo quer aprovar as matérias é prejudicial ao processo democrático. “Nós entendemos que é necessária uma discussão com os servidores do estado, eles que conhecem como ninguém a funcionalidade e a importância desses órgãos e autarquias que o governo quer por fim”. 

Com voto contrário do deputado Gustavo Corrêa, o PL 3509/16 teve o parecer aprovado pela base governista de Pimentel na Comissão de Administração Pública. O projeto segue agora na pauta da Comissão de Fiscalização Financeira Orçamentária após pedido de vistas feito pelo líder do bloco de oposição.


Voltar

Confira também:




ASSCOMGC
Assessoria de Comunicação Deputado Gustavo Corrêa

Gabinete 228 | Assembleia Legislativa de Minas Gerais
Rua Rodrigues Caldas, nº 30 | Santo Agostinho
Belo Horizonte/MG | CEP: 30190-921
Telefone: (31) 2108.5120